PROJETO TAMBORIM BATERIA NOTA 10

Coordenação Geral Regina Teixeira

 

PROJETO TAMBORIM - bateria nota 10

 

 

Justificativa

 

A violência implica, por parte do indivíduo que a comete, na renuncia de valores éticos e do compromisso consigo e com a coletividade, uma coletividade que, por outro lado, torna-se, em si mesma, por sua passividade e impotência, um dos principais instrumentos de violência. Não estamos aqui nos referindo à violência no sentido restrito, ou seja, criminal, mas, sim, no sentido lato, a violência psiquicobiossocial, aquela que retira da pessoa o seu direito de cidadania.

 

No Bairro Peixoto, Tabajaras e Euclides da Rocha, os cidadãos há muito perderam o direito de gozar com plenitude os seus direitos civis e políticos. Como pessoas vivem ilhadas em si mesmas nas restrições das grades dos prédios e da geografia do morro, vivenciando a privação do convívio social, onde um exclui o outro, não compartilhando problemas e soluções comunitárias.

 

Entendendo que se queremos sair da condição de instrumento de violência precisamos sair da posição de passividade para a posição de responsabilidade.

 

Portanto, em parceria, o Centro de Pesquisa e Estudo da Ciência do Sentir – CPECS, a Associação de Moradores do Bairro Peixoto – OASIS; e a Escola de Samba Villa Rica; propõem-se a exercer a integração comunitária Bairro Peixoto, Tabajaras e Euclides da Rocha, vislumbrando a inclusão social, o chamamento da responsabilidade coletiva e com o compartilhamento dos problemas e soluções comunitárias.

 

Importante ressaltar que, em sua maioria, os projetos de integração comunitária envolvem apenas um único vetor, ou seja, o vetor da chamada comunidade carente na direção da comunidade não carente. Mesmo tendo a sua validade coletiva, entendemos que estes projetos possuem uma forma parcial de olhar o contexto social.

 

Até porque, o conceito de carente é relativo. Se olharmos apenas o aspecto financeiro, fica relativamente fácil classificar quem é carente e quem é não carente. Mas, se ampliarmos o olhar, a chamada comunidade não carente pode torna-se tão carente ou mais do que a comunidade chamada carente.

 

Seguindo esta concepção as citadas instituições propõem-se, como um agente catalisador, a funcionar com os seus integrantes para a estimulação do processo de transformação do indivíduo passivo para o sujeito participativo e comprometido consigo e com o meio que vive, ou seja, com o contexto psiquicobiosocial.

 

Para isto, estamos propondo o projeto Tamborim - projeto de ação de integração comunitária Bairro Peixoto, Tabajaras e Euclides da Rocha, um projeto piloto que envolveria todos os integrantes das comunidades, parte do Projeto Samba No Pé – projeto de resgate da cultura do samba na comunidade, pois entendemos que em se concebendo estas três regiões comunitárias como um todo, estaria sendo canalizando a força da expressão comunitária no sentido do resgate do exercício da cidadania, realizando, assim, um movimento de reflexão e de ação coletiva com vistas à integração e ao convívio participativo de responsabilidade entre todos os seus integrantes.

 

Objetivo Geral

 

Promover um projeto de integração comunitária Bairro Peixoto, Tabajaras e Euclides da Rocha com vistas ao resgate da cidadania de seus indivíduos.

 
Objetivo Específico

 

Com diversas ações comunitárias promover a integração comunitária, enfatizando o convívio das diferenças e o respeito mútuo.

 

Técnica de Ação

 

Aula de percussão para crianças a partir de oito anos de idade que, obrigatoriamente, deveriam estar na escola; os seus pais das crianças participariam dos grupos de reflexão coletiva, grupos apoiados em técnicas psicológicas e pedagógicas, implantado paralelo as aulas de percussão.

 

Cronograma

 

Toda semana a partir do mês de abril aulas de percussão;

Quinzenalmente, a partir do mês de abril, reunião com os pais.

 

Público Alvo

 

As pessoas da comunidade do Bairro Peixoto, Tabajaras e Euclides da Rocha

 

Duração

 

Um ano, quando deverá ser revisto e avaliado o projeto.

 

Local

 

Na Euclides da Rocha e Tabajaras: Escola de Samba Villa Rica;
Igreja Metodista e Praça Edmundo Bittencourt: Bairro Peixoto.

 

Coordenação Técnica

 

Escola de Samba Villa Rica:

 

- Mestre Juninho – Diretor de Bateria da escola de samba Villa Rica e membro do Centro de Estudos e Pesquisa da Ciência do Sentir.

 

Associação de Moradores do Bairro Peixoto:

 

- Beatriz Breves – psicóloga – Diretora de Desenvolvimento Cultural da Associação de Moradores do Bairro Peixoto e ritmista da escola de samba Villa Rica, Presidente do Centro de Estudos e Pesquisa da Ciência do Sentir.

 

 

Centro de Pesquisa e Estudo da Ciência do Sentir:

 

- Regina Teixeira – psicopedagoga, membro do Centro de Pesquisa e Estudo da Ciência do Sentir, membro da Associação de Moradores do Bairro Peixoto, representante junto a Associação de Moradores do Bairro Peixoto da Rua Joseph Bloch e ritmista da escola de samba Villa Rica.

. Marisa Queiros – psicóloga, membro do Centro de Pesquisa e Estudo da Ciência do Sentir.

 

 

10. Coordenação Geral

 

Regina Teixeira - psicopedagoga, membro do Centro de Estudos e Pesquisa da Ciência do Sentir, membro da Associação de Moradores do Bairro Peixoto, representante junto a Associação de Moradores do Bairro Peixoto da Rua Joseph Bloch e ritmista da escola de samba Villa Rica.

 

 

Parcerias

 

Associação de Moradores do Bairro Peixoto, Escola de Samba Villa Rica e Centro de Pesquisa e Estudos da Ciência do Sentir.

 
Levantamento de Custo 

 

Em um primeiro momento, para a aquisição dos instrumentos seria realizado um convite aos integrantes da comunidade para apadrinharem uma criança na percussão, nas quais se comprometeriam com a manutenção de uma ou partes dos instrumentos de percussão.

 

Em um segundo momento, seria solicitar apoio de outras instituições para o pagamento de professor, manutenção de instrumentos e de profissionais – psicólogos, pedagogos, etc., que se fizerem necessários a demanda das famílias envolvidas.

 

 

· Projeto elaborado em setembro de 2008 por Beatriz Breves, Regina Teixieira, Marisa Queiros e mestre Juninho

 

       RETORNAR

 

 

 

 

Quem Somos

 

 

Gazeta Virtual

 

Núcleo de Concepções Filosóficas e Culturais

 

Núcleo de Ciências Acadêmicas e Para-Acadêmicas

 

Núcleo de Expressão Artística